sexta-feira, 7 de maio de 2010

O MONSTRO DO LAGO NESS


No final dos anos 70 e no começo dos anos 80 , surgiu uma lenda interessante na Escócia , chamada : O Monstro do Loch Ness .Dizem que este lago fica grudado com o castelo que pertenceu ao famoso bruxo Aleister Crowler , mais conhecido como o pai do satanismo moderno .Alguns esotéricos afirmam que este feiticeiro matou muitas pessoas em seus rituais e muitas delas foram jogadas neste lago .Muitos anos depois , um roqueiro da banda Led Zepellin , comprou o castelo deste famoso bruxo . Lá , alguns empregados do músico morreram misteriosamente . Dizem que alguns sumiram quando foram nadar no lago .No final dos anos setenta , algumas pessoas que passavam de noite em frente ao lago , afirmaram terem visto uma criatura estranha dentro dele , que seria um monstro com o formato de um dinossauro .Até o final dos anos oitenta várias pessoas viram o estranho animal , mas nada foi provado sobre a sua existência .Alguns místicos falaram que este monstro não é material , e , sim uma carga de misturas de energias negativas que se unem e tomam o formato de um monstro , capaz de aparecer para pessoas com maiores níveis de sensibilidade .





Loch Ness é um lago, com cerca de 38km de comprimento, 1,5km de largura e com profundidades de até 290m; localizado em uma falha geológica na Escócia. A lenda sobre um monstro que moraria nas profundezas do lago vem desde a Idade Média, 565 d.C. Conforme a lenda, um missionário irlandês S. Columba teria salvo um aluno do ataque de um monstro do lago, desde então mais de 10.000 aparições estão registrada na história do folclore escocês.
Em 1933, um repórter do Courier de Inverness escreveu uma matéria baseada na última aparição do monstro, que despertou o interesse de vários órgãos da mídia e motivou as pessoas a contarem os seus encontros com a fera. Em pouco tempo mais de vinte pessoas tinham contato a sua história. Muitas dessas pessoas foram desacreditadas e uma confirmou a farsa de seu relato. A comunidade científica então arquivou qualquer possibilidade da existência desse ser.
Mas, em 1934, um médico inglês chamado R. K. Wilson fotografou o animal nadando na superfície do lago. Análises do negativo foram feitas e não comprovaram qualquer falsificação. Não obstante, continua até hoje ser uma das melhores imagens exibidas do monstro.
Nas pesquisas acerca do monstro até a NASA participou dos eventos, mas foi a Academy of Applied Science, com sede em Boston, que mais investiu na investigação do fenômeno. Os técnicos chegaram a declarar que captaram uma imagem computadorizada de um corpo que poderia vir a ser o monstro. Contudo, os relatórios não foram precisos e a maioria dos cientistas permaneceram incrédulos aos fatos. A controvérsia mantém-se até hoje: de um lado, o povo e a história reforçam a existência do monstro, do outro, a ciência afirma que as provas são demasidamente ambíguas e não trazem nada consistente. Porém, lá na escuridão do lago a verdade espera...

6 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. É QUEM ACREDITAR MESMO NISTO ,DEVERIA MERGULHAR
    ;DE PREFERÊNCIA MACHUCADO,PARA ATRAIR O TAL
    MONSTRO CHEIRO DO SANGUE E AÍ SABERIA SE ELE EXISTE OU NÃO.
    AGORA VIVER PARA CONTAR É OUTRA COISA.

    ResponderExcluir
  3. Mas aí como saberiam se era real ,pois, se existisse,O tal não voltaria vivo '.'

    ResponderExcluir
  4. Gostei da lenda....não sei,não,mais acho que todas as lendas tem um pouco de verdade,pois acho que lendas são criadas a partir de alguma coisa real,não??
    eu acho,né!?

    ResponderExcluir
  5. A lenda deve ter sido criada com o propósito de afastar as pessoas que queriam tomar banho no lago. rsrs

    ResponderExcluir